Mossoró Hoje

Mossoró Hoje

A meia noite desta sexta-feira, 12, começa a desmobilização dos 300 homens das forças Armadas em Mossoró. O comboio embarca rumo às cidades de Crateús e Fortaleza, no Ceará, provavelmente no próximo domingo, dia 14. Em todo o RN, são quase 3 mil militares.




Em Mossoró, foi restabelecida a sensação de segurança neste período de 12 dias, como consequência da atuação forte das Forças Armadas em conjunto com as forças de segurança locais. Neste período, foram realizadas 4.207 abordagens.



imagem12-01-2018-20-01-55




O MOSSORÓ HOJE conversou com o comandante da Operação Potiguar III, tenente coronel Eduardo Henrique. Ele ressaltou a ótima receptividade que os soldados do exército tiveram da população de Mossoró. Teve quem fosse no alojamento só agradecer a presença dos soldados.








Nas abordagens feitas tanto no Centro, como na região de periferia, os moradores paravam para agradecer e faziam questão de serem revistados.




A assessora de Comunicação do Exército, Capitão Karla, informou que foram 1.365 revistas a pedestres.




Sobre a receptividade em Mossoró, o comandante destacou que o Exército é uma instituição de grande confiança perante o povo brasileiro.




“E a população de Mossoró estava realmente precisando do nosso apoio para garantir a lei e a ordem, o mínimo de sensação de segurança”.




Foram 1.175 carros revistados, 1.667 motos e 1.365 pedestres, entre outras centenas de abordagens realizadas neste período, que garantiu a população de Mossoró voltar a conviver com a sensação de segurança. Durante este período, os índices de violência caíram 20%.



imagem12-01-2018-20-01-57




Durante o patrulhamento nas ruas de Mossoró, as viaturas do Exército percorreram 12.941 km, o que equivale a 4 viagens (ida e volta) a capital paulista. Não havendo renovação do decreto presidencial, o Exército embarca com destino às suas origens domingo, dia 14.




O Exército foi chamado pelo governador Robinson Faria para conter a onda de violência que acontecia em virtude da paralisação dos policiais militares. Os PMs cobraram o pagamento de salários. Nesta quinta-feira, 11, as partes entraram em acordo e os policiais já retornaram ao patrulhamento.