Projetos do RN vencem Prêmio da Agência Nacional de Águas 2017 | Rio Grande do Norte | G1

Projetos do RN vencem Prêmio da Agência Nacional de Águas 2017 | Rio Grande do Norte | G1

concorreu com trabalhos finalistas de Caxias do Sul (RS) e Maceió (AL). Realizado pela Prefeitura de Santana do Seridó desde junho de 2014 no município, a iniciativa tem o objetivo de promover a utilização de água residuária para produção de forragem animal na forma de palma forrageira variedade orelha de elefante, suficiente para dar segurança forrageira ao rebanho local no período seco e acabar com o lançamento dessa água no leito dos rios da região, solucionando também um problema ambiental.

Na categoria Pesquisa e Inovação Tecnológica o projeto Produção Agrícola Familiar Utilizando Rejeito da Dessalinização da Água Salobra como Suporte Hídrico, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), de Mossoró, concorreu na final do Prêmio ANA com projetos de Caratinga (MG) e de Campinas (SP).

Voltado para agricultores familiares, o trabalho busca avaliar a sustentabilidade econômica e socioambiental do uso agrícola do rejeito da dessalinização da água salobra em um sistema integrado de produção; sensibilizar as comunidades rurais sobre a preservação dos recursos hídricos; avaliar a viabilidade técnica de horta comunitária e do cultivo de tilápias produzidas em viveiros, utilizando rejeito da dessalinização como suporte. Conheça vencedores.

Histórico

Desde a primeira edição do Prêmio ANA, em 2006, o estado que mais venceu o Prêmio ANA foi São Paulo: oito vezes. Em segundo lugar vêm Minas Gerais e Rio Grande do Sul com quatro conquistas. Na sequência, quatro estados possuem três vencedores da premiação: Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. Três estados nordestinos acumulam dois Troféus Prêmio ANA: Ceará, Paraíba e Sergipe. Outros seis estados têm um vencedor da premiação: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Santa Catarina e Tocantins.

Em sua primeira edição, em 2006, o Prêmio ANA teve três temas em disputa: ?Gestão de Recursos Hídricos?, ?Uso Racional de Recursos Hídricos? e ?Água para a Vida?. À época, 284 trabalhos se inscreveram. Na segunda edição, em 2008, o tema foi único: ?Conservação e Uso Racional da Água?. Na ocasião, participaram 272 iniciativas em seis categorias. Em 2010, houve 286 trabalhos inscritos no tema ?Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável? em sete categorias. Na edição de 2012 as sete categorias contaram com a participação de 363 trabalhos. Para o Prêmio ANA 2014 houve 452 trabalhos na disputa, que não teve um tema específico assim como a edição atual.