Mossoró Hoje

Mossoró Hoje

Há 22 anos cego, o agricultor Cleiton Gurgel trabalha no cultivo de jaca desde pequeno no sítio Lagoa Nova, localizado na zona rural de Martins. Ele revela que, para fazer a colheira do fruto, desenvolveu um método especial: quando criança aprendeu a técnica para subir nas árvores e o local exato de onde os frutos estão ele descobre através do cheiro.




“A gente sai com o dedo batendo, aí tem o conhecimento da que tá de vez pra que tá verde. Aquela que for de vez a gente vai tirando, a verde vai deixando, chego sinto o cheiro, saio procurando até onde ela tá, bato, sinto que ela tá fofinha, eu tiro”, explica o agricultor.




O trabalho do produtor rural é feito com o apoio da família. A esposa, Verônica Oliveira, diz que se preocupa com o marido, embora ele nunca tenha registrado nenhum acidente durante todos esses anos.




Ao G1, Cleiton disse que em 2016, a colheira da jaca foi de cerca de 5 mil frutos, e a expectativa para este ano é colher mais de 8 mil. Em sua propriedade, há 160 jaqueiras, que produz há mais de 100 anos. As frutas são comercializadas em vários cidades da região, como Pau dos Ferros, Apodi e Lucrécia. 




“Vem do tempo dos meus avós e a gente continua preservando”, finaliza Cleilton.