Mossoró Hoje

Mossoró Hoje

Começa logo mais as 8h30 a última reunião do Tribunal do Júri Popular de 2017, ocasião que será julgada a comerciante Marly de Paula Moura, conhecida por Galega, por ter matado a facadas Idario Alves da Silva, às 20h do dia 17 de junho de 2012, no bairro Wilson Rosado, zona norte de Mossoró-RN. 




Consta na peça de acusação do Ministério Público Estadual, que Idário Alves estava em frente ao Bar da Galega, quando começou uma discussão devido a um prato de comida. Idário estava bêbado e, em briga corporal, terminou ferindo a galega com uma garrafa de cerveja quebrada.




Daí a Galega entrou em seu estabelecimento, pegou uma faca e matou Idário alves a facada. O caso foi investigado, enviado à justiça e o Ministério Público Estadual fez a denúncia e o juiz pronunciou o caso para julgamento, que deve acontecer logo mais no Fórum Municipal de Mossoró.




Os trabalhos serão presididos pelo juiz Vagnos Kelly Figueiredo de Medeiros. A promotora de Justiça Érica Verícia canuto de Oliveira Veras está inscrita para representar o Ministério Público Estadual no júri. Para a defesa da ré está inscrito o advogado Otoniel Maia de Oliveira Junior.




O júri tem previsão de ser concluído antes de meio dia.